Abdômen

Fatores que contribuem para definição do abdômen.


Ter um abdômen sarado é uma unanimidade no meio fitness, acredita-se que todos almejam ter essa parte do corpo definido. O padrão de beleza sempre muda com o passar do tempo, em algum momento mulheres queriam ficar volumosas e homem negligenciavam os treinos de pernas, em outro momento já é preferido ter um corpo mais "seco", com menor percentual de gordura. Então quais os fatores determinantes para se ter um abdômen definido?

De acordo com (GENTIL, PAULO. Abdomen : Qual a melhor solução ? GEASE. 2003. Disponível em: <https://www.gease.pro.br/2003/09/13/abdomen-qual-a-melhor-solucao/>. Acesso em: 02 de dez.2019.), foram atribuídas notas de 0 à 5 para as principais soluções, vejamos à seguir:


Exercícios Aeróbicos

Apesar de não ser a melhor opção para perda de gordura, os exercícios aeróbios podem ajudar a promover maior gasto calórico e elevar a queima de gordura. Nota 2,5.

Musculação

Uma boa maneira de perder gordura e aumentar a massa muscular (ver Musculação e emagrecimento). Nota 3,5

Abdominais

Apesar de ser discutível a perda localizada de gordura com exercícios específicos, os abdominais podem ajudar a hipertrofiar a musculatura da região, tornando os músculos mais aparentes, acho que 3,5 é uma boa nota.

Dietas

Se alguém lhe disser que tem uma dieta especial para perder gordura na barriga, não dê ouvidos. Uma alimentação equilibrada pode ajudar a reduzir sua quantidade total e/ou relativa de gordura, mas dificilmente direcionará esta perda para a região do abdômen. Creio que a dieta mereça nota 4.

Postura

Esse aspecto é freqüentemente negligenciado, porém ele sozinho pode acabar com os resultados de todos os métodos que você tentar. Faça o seguinte teste diante de um espelho: projete os ombros á frente e “estufe” a barriga, tomando um aspecto de “ponto de interrogação”, depois dê uma boa olhada no seu perfil. Em seguida encolha a barriga e projete os ombro para trás, tipo “barriga para dentro e peito para fora”. Veja a diferença. Por mais definido que seja seu abdômen uma postura incorreta torna-o esteticamente desagradável. Nota 4 para a postura.

Genética

A boa e velha genética. Aqui, como em todos os casos ela é um dos fatores fundamentais, determinando desde o acúmulo de gordura em determinada região até a aparência da musculatura, passando pela textura da pele. Há pessoas que naturalmente acumulam pouca gordura no abdômen, possuem um volume e “separação” muscular exemplares e a pele finíssima. Estes felizardos dificilmente terão problemas com sua barriga, mesmo que não se alimentem corretamente nem treinem de forma adequada, exemplos disso são vistos na construção civil e aldeias de pescadores. Mas a genética não é absoluta, muitas vezes a postura atrapalha um pouco e a barriga projeta-se à frente, dando um aspecto negativo. Nota 4,5 para a genética.

Comportamento

Este tópico pode parecer estranho, mas o estresse está intimamente ligado com a chata “barriguinha”. O cortisol, hormônio liberado em situações de estresse, tem algumas funções inconvenientes, como: catabolisar o tecido muscular e acumular gordura na região abdominal. Desta forma, as alterações hormonais ocorridas em situações de estresse estão diretamente associadas à obesidade abdominal e suas comorbidades (BJORNTORP, 2001; RASK et al, 2002, WEBER-HAMANN et al, 2001). Isto significa que quando estamos constantemente sujeitos a situação adversas, físicas e/ou psicológicas, nosso corpo tende a acumular mais gordura na região do abdômen. Portanto uma estruturação comportamental merece uma nota 3.


Resumo

Não existe mágica quando se fala em definição de abdômen, todos temos que passar pelo processo de: atividade física, alimentação, atitudes saudáveis e, principalmente, uma boa postura. A genética também influencia, mas sejamos claros, não devemos jogar toda a culpa de não ter uma barriga sarada ou estar acima do peso para este fator, já é comprovado que: com um ambiente favorável e devido esforço, pode-se mudar seu caráter genético e ter o corpo que deseja, este fenômeno se chama epigenética, mas, este tema fica para uma outra conversa.



Fonte : GEASE

79 visualizações

WC Consultoria Fitness. Cref 011052-G/GO Copyright© 2019